Ode ao amor não-correspondido by Ewerton Alves at Spillwords.com

Ode ao amor não-correspondido

Ode ao amor não-correspondido

 written by Ewerton Alves

@ewertonalves93

 

 Porque tive esperança?
O desfecho já me era conhecido.
Sua vida não mais vai entrar na minha dança.
E seu amor meu coração nunca ousou ter merecido.

O que deixei de fazer?
‘Faltou ser alguém normal’, minha mente responde.
Tão dura condição! Como posso esse alguém ser?
Se em minha vida o meu amor inseguro por você se esconde?

Peço-lhe, ó Vida, que me conceda esse favor.
Não me façais amar sem ser correspondido.
Pois do contrário minha alma agoniza de dor.
E acaba por morrer vendo que meu amor ela não tenha aprendido.

 

NOTE FROM THE AUTHOR:

A dor de um amor não-correspondido.

Ewerton Alves

Ewerton Alves

22 anos, Graduando em Administração - Faculdade Pitágoras de Governador Valadares.

Postando pensamentos e poesias que me vem à cabeça de tempos em tempos.
Ewerton Alves

Latest posts by Ewerton Alves (see all)